Exercício da Gratidão

Gratidão não é agradecer apenas…gratidão é termos a consciência do que temos e agradecer de coração por termos…não ter no sentido de ser nosso, do apego, mas sim no sentido de sermos priveligiados por aquilo fazer parte da nossa vida. 

O universo funciona através da lei da atração (tema para un outro post) e tudo aquilo que pensamos e dizemos, materializamos. Se os nossos pensamentos são de sofrimento, de perda, de alguém que nunca está bem com o que tem ou pura e simplesmente nem sequer damos conta do que temos por constantemente estarmos a desejar algo novo, então o que o Universo nos vai devolver é apenas isso…as nossas preocupações, as nossas frustrações. 

Para que o Universo nos presenteie com aquilo que realmente queremos/merecemos, é necessário que sejamos, antes de mais, gratos pelo que temos.

Gratos pelas coisas mais simples, como o ar que respiramos por exemplo, a água que temos a correr nas nossas torneiras e, que infelizmente, nem todas as pessoas do planeta têm, gratos por ter um teto que nos protege da chuva e do frio. Devemos agradecer profundamente por ter estes bens essenciais mas que são tudo menos garantidos. 

Depois de sermos gratos e praticarmos a gratidão no nosso dia a dia, aí sim, receberemos o que merecemos…e que serão apenas coisas positivas, pois ao ser gratos diariamente já estamos a elevar a nossa vibração…já estamos a entrar na energia positiva. 

O desafio é, durante 30 dias ser grato por algo diferente todos os dias…algo que normalmente tomamos como garantido, mas de facto não é!

Experimentem…testem e verão a diferença. Se já experimentaram deixem o vosso testemunho, se ainda não o fizeram comecem já e venham contar as vossas experiências. Com certeza algo mudará 😉

 

Eu, Paula!

O peso das palavras

Falar…algo automático que fazemos diariamemte…algo tão simples mas com tanto peso…

Já tentaram entender o peso das palavras?? Pois bem, as palavras conseguem ter um peso tremendo, as palavras podem destruir alguém. Podem fazer alguém sentir-se a pior pessoa do mundo…ou a melhor!

Depende sempre das palavras que forem utilizadas e também da intenção com que as utilizarem. Obviamente que também depende da forma como são recebidas, mas há sempre aquelas palavras que, por mais que se queira, não dá para receber de forma positiva…seja pela forma como foram ditas, seja pela forma como foram “enviadas” ou até mesmo de quem elas vieram ou da situação em que vieram ao nosso encontro.

Devemos, quando assim é, tentar não as levar a peito…não as receber de forma menos positiva, ou até mesmo fingir que simplesmente não as recebemos. Para o nosso bem!

As palavras podem doer muito. Podem provocar uma dor irreparável.

Por outro lado, as palavras podem ser altamente motivadoras. Podem fazer alguém feliz! Basta serem utilizadas de forma positiva, com a intenção de criar um sorriso, um impulso para fazer algo bom. E é tão bom receber palavras positivas…palavras verdadeiras que nos motivam a olhar em frente com força e coragem. Palavras destas são palavras divinas no sentido de conseguirem mudar o dia, o trajeto ou até mesmo a vida de alguém.

E porque não, nos desafiarmos a, tentar ao menos um dia, dizer apenas palavras positivas…tentar, pelo menos um dia, motivar e alegrar alguém. Tentar durante 24h, apenas 24h, ser a motivação de alguém…a alegria de alguém, o sorriso de alguém. Veremos facilmente que, não só custa muito pouco fazer o bem por alguém de maneira tão simples, como, o que recebemos em troca será também muito positivo. 

Vamos tentar dizer palavras positivas pois, as palavras são demasiado pesadas para ser negativas!

Vamos apenas tentar!

 

Eu, Paula!