Brilha sempre

Tenho percebido ao longo do tempo, e com a ajuda do meu trabalho que, nem sempre as pessoas entendem o brilho que trazem consigo. É tão mais fácil viver apenas, é tão mais fácil seguir no modo automático… Pois a verdade é que todos nós, todos sem exceção, temos o nosso próprio brilho! Todos nós somos um cristal lapidado ao seu jeito mas carregado de brilho.

FileDownload (1)

Somos habituados desde cedo, desde crianças, a não expressar certas coisas, a não falar de determinados assuntos…a não fazer ou dizer certas coisas para não parecer mal. Somos formatados para ser aquilo que é o dito normal…mas afinal o que é normal??? Porque temos que seguir todos o mesmo caminho? Porque somos todos ensinados da mesma forma quando, somos todos únicos?

O brilho perde-se logo aqui, onde nos ensinam a ser igual ao outro, onde nos incutem a competição…mesmo na primeira fase escolar, já somos ensinados a competir…nem que seja pela melhor nota da turma…

Pois bem, tudo isto são limitações que acabam por fazer-nos deixar de entender o brilho que cada um tem consigo mesmo. Todos podemos mostrar o nosso brilho sem que isso seja mais uma competição.

Brilhemos então pois não há nada mais maravilhoso do que ver o brilho que temos cá dentro e talvez, quem sabe um dia, todos juntos, sejamos “o” brilho que o universo criou.

 

Eu, Paula.

Meu dia-a-dia, minha missão

Durante muitos anos fui como a maioria das pessoas…trabalhar em algo que gostava era o que era suposto. Nem sempre fácil de concretizar mas, como a maioria das pessoas, corria atrás. 

Passei por alguns trabalhos, alguns gostei mais, outros nem tanto…mas é assim que é suposto! 

Felizmente chegou o dia em que entendi que não é obrigatório seguir o que é suposto. Não temos que seguir obrigatoriamente, aquilo que a maioria segue e faz. 

Crenças, pontos de vista…mentalidades que não evoluem…

Sou feliz porque percebi que posso ser o que eu quero ser, posso fazer o que eu quero fazer!

A sociedade em que vivemos não nos facilita neste aspecto mas, enquanto nos deixarmos prender por crenças e pontos de vista, enquanto nos deixarmos levar pelo que podem ou não pensar de nós, não conseguiremos libertar-nos e ser pura e simplesmente, o que queremos ser, quem queremos ser!

Foi com o Tarot que me descobri, que descobri que posso ser quem e o que eu quiser. 

IMG_5862 (2)

Posso ser julgada por isso?? Posso! 

Podem olhar-me de lado e até chamar-me maluca? Podem! Continue reading “Meu dia-a-dia, minha missão”